• Neo Gonçalves
  • CGN

06 Novembro 2011 | 17h56min

“Eu não sabia da mudança do aniversário de Cascavel, nem que vai ser feriado, a gente não fica sabendo, não é divulgado”, diz Wagner José Pires.

“Eu já sabia que mudou, para mim vai ser feriado no dia 14 e no dia 15, é para ser fechado, foi mudado, não foi?”, questiona Diogenes José de Labetta.

“Sei que mudou, mas não to sabendo se vai ser feriado, não tenho esclarecimentos sobre isso”, comenta a cabeleireira Josiane Piatti.

“Sabia da alteração, mas parece que o comércio funciona normal, não é feriado, em outra data é compensado”, diz o analista de tecnologia, Juliano Camargo.

É assim mesmo, alguns nem sabem que a data de comemoração do aniversário de Cascavel mudou, outros, têm dúvida se é feriado ou não, já que o comércio quase sempre funcionou normalmente neste dia.

A lei determinando que o aniversário da cidade voltasse a ser comemorado em 14 de Novembro, como ocorria até 1986, foi aprovada em dezembro do ano passado. O dia remete à criação de Cascavel, em 1951. Antes, a comemoração levava em conta 14 de dezembro de 1952 que foi a data de instalação do município. A legislação determina a data como feriado e estipula até mesmo penalidades para quem não respeite isso, como multa e cassação de alvará. Por isso, o comércio na segunda-feira dia 14 não abrirá.

No entanto, como dia 15 é feriado nacional, os comerciantes buscaram um acordo com os empregados para que as lojas não ficassem fechadas dois dias seguidos. “Tabulou-se um entendimento que dia 14 todo o comércio ficará fechado, dia 15 os supermercados e as lojas que entendam que devam vão abrir, trocando a segunda-feira e a terça-feira de Carnaval em compensação ao feriado trabalhado”, esclarece o presidente do Sindec (Sindicato dos Empregados no Comércio de Cascavel e Região), Paulo Roberto Morais.

O presidente do Sindec explica como fica a situação de quem optar por fechar no feriado de 15 de novembro. “Ele daria obediência à convenção, o feriado do dia 15 é federal, então se optar em fechar nesse dia, no Carnaval tem que respeitar a convenção sem atividades no comércio”, frisa.

O pacto vale apenas para o comércio, nas demais categorias, caso não exista acordo prévio, todos os feriados devem ser respeitados.

Carregar mais notas ao vivo
16 comentários
Mostrar Mais
Envie seu comentário