Últimas de Cotidiano
  • Há 10 Minutos Policial do BPFron é morto em ataque de criminosos
  • Há 21 Minutos Idosa é atropelada por ônibus na entrada do terminal de Umuarama
  • Há 24 Minutos Homem é baleado ao tentar esfaquear Policial Militar
  • Há 26 Minutos Homem é esfaqueado pelo irmão e morre no hospital
  • Há 28 Minutos Homem é preso acusado de tráfico de drogas
  • Há 30 Minutos Vândalos invadem cemitério e retiram restos mortais de túmulo
  • Há 40 Minutos Mercado de drones cresce ‘sem freios’ em Curitiba
  • Há 46 Minutos Revista apreende 40 celulares e drogas no minipresídio de Umuarama
  • Rafael Marcante
  • CGN

14 Setembro 2012 | 14h05min

Uma ação da Receita Federal de Foz do Iguaçu resultou na apreensão de aproximadamente 500 kg de maconha na manhã desta sexta-feira (14), no porto seco da cidade.

A carreta com placas paraguaias estava carregada com arroz a granel. O veículo estava na fila para ser vistoriado por servidores do Ministério da Agricultura, para então ser liberada a importação da mercadoria.

Uma equipe da Receita Federal passava com cães farejadores ao lado da carreta, o motorista percebeu a aproximação e foi saindo lentamente do local.

Quando chegaram bem perto do veículo, os cães ficaram agitados e denunciaram que algo estava errado. Nos estepes e no tanque de combustível da carreta estavam os diversos tabletes de maconha.

Os servidores acreditam que a droga teria como destino a cidade de São José do Rio Pardo, local para onde o arroz seria importado.

A carreta foi apreendida e levada para o pátio da receita federal. O arroz foi descarregado no porto seco, onde ficará até que a Polícia Federal descubra se a importadora está envolvida no crime de tráfico de drogas, caso seja comprovada a participação da empresa, a carga terá perdimento, ou seja, será destina para doação.

O motorista conseguiu fugir, mas deixou dentro da carreta todos os documentos pessoais. Ele tem nacionalidade paraguaia e já foi identificado.

A PF instaurou inquérito e vai apurara os fatos. A droga está sendo pesada, mas os funcionários da Receita Federal acreditam que juntos, os tabletes tenham aproximadamente 500 kg.

A maconha será levada para a Delegacia de Polícia Federal de Foz do Iguaçu.

Carregar mais notas ao vivo
Envie seu comentário