Últimas de Cotidiano
  • Há 1 Hora PRF apreende joias e dinheiro sem declaração
  • Há 1 Hora Prefeitura recorre ao Governo Federal para solucionar alagamentos
  • Há 2 Horas Carro pega fogo no Jardim Copacabana
  • Há 2 Horas Acidente é registrado na Zona Sul da cidade
  • Há 2 Horas Agricultor sofre acidente com trator
  • Há 2 Horas PT pede que MP investigue Doria por campanha antecipada
  • Há 3 Horas Maia defende privatização de empresas públicas que 'não servem para nada'
  • Há 3 Horas Lula chega a Alagoas e troca afagos com senador Renan Calheiros
  • Ricardo Oliveira
  • Agência Brasil

12 Agosto 2017 | 18h37min

Em nota à divulgada à imprensa, o Palácio do Planalto informou hoje (12) que o presidente Michel Temer não está participando das discussões sobre a reforma política, que está em tramitação na Câmara dos Deputados. De acordo com o comunicado, Temer "não se envolveu na adoção do distritão nem na criação do fundo eleitoral. Esses são temas do Congresso Nacional". 

Na quarta-feira (9), a comissão especial que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03, que trata da reforma, aprovou por 25 votos a 8, o parecer apresentado pelo deputado Vicente Candido (PT-SP).

A expectativa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, é que a reforma seja votada até o fim deste mês. Em seguida, a PEC segue para votação no Senado. 

O texto aprovado na Câmara mantém o sistema eleitoral atual para 2018 e 2020 e estabelece que o sistema de voto distrital misto, que combina voto majoritário e em lista preordenada, deverá ser regulamentado pelo Congresso em 2019 e, se regulamentado, passaria a valer para as eleições de 2022.

Carregar mais notas ao vivo
1 comentário
Mostrar Mais
Envie seu comentário