Últimas de Cascavel
  • Há 1 Hora Carga viva: milhares de pintainhos ficam esparramados na BR-277
  • Há 2 Horas Guarda Municipal recupera carro furtado
  • Há 5 Horas 13 motos e cinco carros são recolhidos em Operação Bloqueio
  • Há 5 Horas Detidos com cigarros são entregues à Polícia Civil
  • Há 5 Horas Carro levado em assalto é recuperado pela Polícia Militar
  • Há 7 Horas PM apreende 12 caixas de cigarros contrabandeados
  • Há 7 Horas Mulher é baleada na Região Oeste da Cidade
  • Há 8 Horas Patrulha Rural detém jovem com pés de maconha
  • Mariana Lioto
  • CGN

17 Julho 2017 | 17h19min

A internauta Neila Scheer entrou em contato com a CGN para relatar a dificuldade em conseguir um medicamento para mãe dela, que tem 61 anos. Neila aproveitou que estava de folga do trabalho para buscar o medicamento para a mãe, mas precisou de persistência para conseguir retirar o remédio.

Ela mora no Bairro Guarujá. Quando chegou à unidade do Bairro, no entanto, descobriu que a servidora que trabalha no local está de férias e que a farmácia está fechada em período integral. 

“Depois tentei a unidade do Santo Onofre. Lá o servidor estava de atestado e também não havia quem fizesse a entrega do remédio. No Santos Dumont a farmácia também estava fechada”.

Na sequência ela tentou a unidade do Santa Cruz, onde enfim conseguiu o medicamento, mas foi por pouco: a farmácia estava prestes a fechar e ficaria sem atendimento das 16 às 18 horas.

A situação deixou a mulher indignada pois em todas as unidades que passou o remédio estava disponível, mas não havia quem pudesse fazer a entrega.

“Não é a primeira vez que isso acontece com a minha mãe. Desta vez o remédio era o Omeprasol (para estômago), mas ela já teve dificuldade até para retirada de remédio de pressão alta. No Santo Onofre eu encontrei uma idosa que teria que ir a pé até o Santa Cruz para conseguir remédio e acabei dando uma carona. Neste frio, muitos têm dificuldade para ir para outro bairro”.

A ausência dos servidores foi confirmada pela reportagem em três das unidades citadas: no Guarujá a informação é que o atendimento só será retomado no dia primeiro de agosto; no Santos Dumont a farmácia está fechada por falta de servidor no período da tarde por tempo indeterminado e no Santa Cruz, cuja unidade atende até as 22 horas, a unidade ficaria fechada por duas horas durante a tarde. Já no Santo Onofre o jornalismo não conseguiu contato telefônico.

No portal do servidor consta que o município tem 69 atendentes de farmácia concursados, além de 14 farmacêuticos e 10 técnicos em farmácia.

Atualização

O município encaminhou nota onde afirma que o concurso público e a esperança para cobrir as necessidades.

Veja a nota na íntegra:

A Secretaria de Saúde nos informa que a servidora da Unidade Santo Onofre, que responde pela farmácia, está de atestado no momento.

O servidor da Unidade Santos Dumont está cobrindo escala de trabalho na UPA.

Na Unidade Santa Cruz a servidora está de férias, mas há um servidor para reposição das 18h às 22h.

Na Unidade Guarujá a servidora está em férias (15 dias).

A Sesau informa, ainda,  que devido ao déficit de servidores técnicos de farmácia enfrenta dificuldade para cobertura de férias e atestados desses servidores. Espera-se que com a realização do concurso seja possível completar o quadro funcional, conforme a necessidade.

Carregar mais notas ao vivo
10 comentários
Mostrar Mais
Envie seu comentário