Últimas de Cascavel
  • Há 46 Minutos Agentes da Cettrans fazem ação no 'Dia do Motorista'
  • Há 51 Minutos Receita Federal apreende 20 toneladas de camarão
  • Há 54 Minutos Bombeiros são acionados no Parque São Paulo
  • Há 55 Minutos PM reforça segurança em colégio no Santa Cruz
  • Há 1 Hora Palestra sobre câncer de pele será realizada
  • Há 1 Hora Mulher é atropelada por moto no Coqueiral
  • Há 2 Horas Previsão de tarde com temperaturas mais elevadas
  • Há 2 Horas Carreta é apreendida pela PRE com cigarros contrabandeados
  • Maycon Corazza
  • ASSESSORIA POLÍCIA CIVIL

02 Junho 2017 | 15h29min

O delegado-geral da Polícia Civil, Julio Cezar do Reis, visitou nesta sexta-feira (1º), o policial civil Rogério Batistella Ferrarezi internado no Hospital Universitário baleado após uma ação de criminosos contra sua residência, em Cascavel, região Oeste do Estado.

Durante a visita o delegado-geral, acompanhado do delegado-chefe da Divisão Policial do Interior (DPI), Valmir Soccio e do delegado-titular da 15ª Subdivisão Policial de Cascavel (15ª SDP), Adriano Chohfi, entregou o diploma de formação de conclusão do curso de investigador que o servidor concluiu na Escola Superior da Polícia Civil (ESPC).

“Estive pessoalmente com os chefes da DPI e da 15ª SDP para entregar o diploma de formação no curso de investigador de polícia e prestar todo apoio da direção da Polícia Civil em sua recuperação, além de entregar uma homenagem em nome da turma de formação do policial pela atuação heroica contra ação do crime organizado", falou Reis.

CRIME – O policial foi baleado na noite de quinta-feira (25), no bairro Canadá, em Cascavel, quando um grupo de criminosos desferiu diversos disparos de arma de fogo contra a residência do servidor. Sua esposa (Melissa de Almeida Araújo), uma agente penitenciária federal também foi atingida. Ele foi socorrido e encaminhado em estado grave ao hospital. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. 

A polícia acredita que o casal tenha sido vítima de um crime encomendado em razão da função exercida por ela no Departamento Penitenciário (Depen). O crime aconteceu quando eles chegavam em casa. O policial reagiu e acabou baleado um dos suspeitos que também morreu, além de ferir outro. 

Melissa era psicóloga e atuava na Penitenciária Federal de Catanduvas, cidade vizinha de Cascavel, desde 2009. Todos os envolvidos no crime foram presos pela Polícia.

Carregar mais notas ao vivo
30 comentários
Mostrar Mais
Envie seu comentário