Últimas de Cotidiano
  • Há 17 Minutos Operação conjunta RF e PRF apreende dois caminhões de cigarros
  • Há 29 Minutos Caminhão de tijolos tomba e interdita rua em Curitiba
  • Há 2 Horas Jovem internada em hospital morre após monitor cardíaco cair na sua cabeça
  • Há 2 Horas Sob pressão, Temer recua e decide revogar extinção da Renca
  • Há 2 Horas Coreia do Norte acusa Trump de declarar guerra através da retórica
  • Há 2 Horas Detento esconde droga na boca e se dá mal
  • Há 3 Horas Mulher prende a perna em bueiro
  • Há 3 Horas Cantor sertanejo preso em operação contra falsificação de cigarros ganha liberdade
  • Fábio Wronski
  • Folha de São Paulo

18 Maio 2017 | 18h24min

A ex-presidente Dilma Rousseff teria pedido ao empresário Joesley Batista, do grupo JBS, para doar R$ 30 milhões para a campanha de Fernando Pimentel, governador de Minas Gerais.

A informação consta de um dos anexos da delação premiada negociada entre os donos da companhia, maior produtora de proteína animal do mundo, com a Procuradoria Geral da República.

O encontro teria ocorrido no Palácio do Planalto no final de 2014. Segundo apurou a reportagem, a doação foi feita via caixa 2. Na prestação de contas de Pimentel à Justiça Eleitoral, constam várias doações da JBS, mas em valores mais baixos.

A assessoria de Pimentel informou que qualquer assunto referente a contas de campanha deve ser tratado com o partido. A assessoria de Dilma não se posicionou até a publicação dessa reportagem. A JBS não comentou o assunto.

Carregar mais notas ao vivo
Envie seu comentário