• Mariana Lioto
  • CGN

17 Maio 2017 | 07h58min

Apesar do clima de tristeza, as aulas no Colégio Júlia Wanderley, onde estudava o garoto de 13 anos que morreu vítima de bala perdida seguem normalmente.

Santhiago Luna Souza Leite estudava no nono ano e era considerado um aluno exemplar. Desde que o crime ocorreu, na semana passada, a escola formou uma corrente de orações e iniciou um debate com os alunos sobre violência.

De acordo com o diretor do colégio, Rosemar Baú, o primeiro passo é prestar solidariedade a família e o segundo é intensificar o trabalho do combate à violência, conscientizando não somente os alunos, mas toda a população. 

Nesta manhã a direção foi até a sala de aula, conversar com os estudantes sobre a perda do colega. 

 


Carregar mais notas ao vivo
14 comentários
Mostrar Mais
Envie seu comentário