• Redação CGN
  • CGN

24 Abril 2017 | 09h25min

O cenário nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) de Cascavel, nesta segunda-feira, após feriado prolongado, era diferente do que foi verificado na sexta-feira, primeiro dia da ‘maratona de folga’. Três dias atrás, médicos estavam com poucos atendimentos para fazer na UPA do Jardim Veneza, porque não havia demanda. Hoje, primeiro dia útil após os dias sem trabalho, a demanda já era mais acentuada.

O aumento no número de pessoas nas UPAs já começou a ser verificado ontem, no fim da tarde e começo da noite, segundo o que foi apurado pela CGN. Nesta manhã, na UPA do Bairro Brasília, quatro médicos atendiam e havia reclamções de pessoas que estavam aguardando há cerca de duas horas por atendimento. A situação era parecida na UPA do Jardim Veneza. Havia reclamações por demora.

Na última sexta-feira, os profissionais da saúde chegaram a questionar o motivo de não haver demanda de doentes nos feriados e aumento na procura no dia em que as pessoas deveriam retornar para o trabalho.

Carregar mais notas ao vivo
14 comentários
Mostrar Mais
Envie seu comentário