• Mariana Lioto
  • CGN

17 Janeiro 2017 | 16h26min

A lista de materiais escolares é longa e é preciso tomar muito cuidado para que a volta às aulas não estoure o orçamento. Para tentar ajudar nesta tarefa, a CGN perguntou para os internautas pelo Facebook: qual o lugar onde eles preferem adquirir seus materiais escolares?

Na opinião dos consumidores que responderam a pesquisa existem alternativas mais baratas que as papelarias.

Veja os estabelecimentos citados:

1 - Buenão Varejo


A empresa que antes dedicava apenas ao atacado, abriu espaço para varejo e há cerca de três anos trabalha com materiais escolares. A empresa oferece crediário próprio para pagamento a partir de março, pagamento em 6 vezes no cartão ou desconto à vista de 5%.

Rua Cassiano Jorge Fernandes, 792 (próximo a Carlos Gomes) – Maria Luiza.

 

2 – Big 1,99


A loja de variedades, presentes e utilidades domésticas amplia o espaço para o material escolar esta época do ano. O parcelamento é em até 6 vezes no cartão (parcela mínima de R$ 20) e desconto à vista de 5% para compras acima de R$ 100.

Avenida Brasil, 6.400 (Calçadão) e Avenida Brasil quase em frente ao Mc Donalds.

 

3 – Comprar no Paraguai


Tem o custo do transporte, do pedágio e o fato de ter que pagar à vista. Mas tem consumidor de Cascavel que garante que vale a pena ir ao Paraguai para comprar material escolar. Se engana quem pensa que os produtos são de má-qualidade. Segundo os internautas é possível encontrar as marcas mais famosas do Brasil pela metade do preço, devido à diferente carga tributária do país vizinho.

 

4 – Havan


Em meio à roupas, eletromésticos e brinquedos, a loja de departamentos também oferece material escolar. Entre as vantagens está o parcelamento do pagamento em 10 vezes sem juros e a possibilidade de comprar em horários alternativos, já que a empresa abre no domingo e fica aberta até mais tarde.

Avenida Brasil, 6.986

 

Pesquisa

Entre os comentários, também teve quem defendesse a pesquisa como melhor estratégia para economizar. Uma consumidora conta que passou por quatro empresas pesquisando e depois voltou comprando os itens mais baratos em casa lugar. O Procon também divulgou uma lista preços de Cascavel, com pesquisa em seis lugares.

 

Outras empresas citadas

Schuster, Nacional, Universal, Irmão Bocchi, Suprivel e Boniatti.

As matérias publicadas pelo Lista CGN não têm caráter estatístico. Servem apenas para abrir espaço para a opinião do consumidor. 

Carregar mais notas ao vivo
Envie seu comentário