• Maycon Corazza
  • UOL

11 Janeiro 2017 | 16h44min

O bispo da Igreja Universal do Reino de Deus Jorge Braz de Oliveira (PRB) foi nomeado pelo prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), nesta quarta-feira (11) para ser o novo presidente do Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor, o Procon-Carioca. O decreto foi publicado na edição de hoje do Diário Oficial do município. Ele substitui Solange Amaral.

Mineiro natural de Palma, Braz teve três mandatos como vereador. O primeiro teve início em 2001, e o último terminou em 2016. Ele tentou a reeleição, mas não alcançou o número de votos necessários nas últimas eleições municipais.

Nos 12 anos em que fez parte do Legislativo carioca, teve participação em 15 projetos de lei, sendo oito de autoria própria. Desses oito, quatro eram relacionados a temas religiosos, como a inclusão do Dia do Obreiro Evangélico, do Dia dos Grupos de Jovens Evangélicos no calendário oficial do município; o que homenageia um dos fundadores da Igreja Universal do Reino de Deus, bispo Renato Maduro, com o nome de uma rua na capital fluminense; e o que autoriza o acesso de religiosos em hospitais da rede pública ou privada para prestarem assistência religiosa aos pacientes.

Apenas um deles tem relação direta com consumidores: o que obriga o fornecimento gratuito de café após as refeições em bares, restaurantes e estabelecimentos similares.

Braz é formado em Teologia pela Faculdade de Educação Teológica de São Paulo e cursou física na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), mas não chegou a terminar a graduação. Possui formação em Estudos de Política e Estratégica pela Adesg (Associação de Diplomatas da Escola Superior de Guerra) e na década de 1990 foi apresentador de programas evangélicos na TV Record Goiás.

Tanto a sua página no Facebook quanto no Youtube, o ex-vereador aparece pregando em cultos da Igreja Universal e participando de eventos ao lado de Crivella.

O UOL entrou em contato com a assessoria do ex-vereador, mas foi informado que Braz não vai se pronunciar sobre sua nomeação para o novo cargo.

Informações são do UOL.

Carregar mais notas ao vivo
4 comentários
Mostrar Mais
Envie seu comentário