Últimas de Cotidiano
  • Há 5 Horas Grávida é encaminhada ao hospital após colisão
  • Há 7 Horas Estudante relata momentos de agonia com homem se masturbando
  • Há 7 Horas PM cumpre reintegração de posse em fazenda
  • Há 7 Horas Menor é apreendido após confessar ter matado vizinha: 'queria ver escola em luto'
  • Há 7 Horas Patrulha Rural apreende arma e munições
  • Há 8 Horas Mega Sena acumula e pode pagar R$ 37 milhões no sábado
  • Há 10 Horas PM apreende 180 pedras de crack em Francisco Beltrão
  • Há 10 Horas Vídeo: Comerciante reage a assalto e mata dois suspeitos
  • Mariana Lioto
  • UOL/A Tarde

10 Janeiro 2017 | 18h52min

Uma ambulância com sinalizadores e sirenes ligados a 170 km por hora surpreendeu os motoristas que transitavam pelas rodovias Anhanguera e Bandeirantes, nesta terça-feira (10), na região de Campinas, interior paulista. O que eles não sabiam é que, ao volante do veículo aparentando situação de extrema emergência, estava um paciente psiquiátrico. Ele tinha acabado de furtar a ambulância do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), no Hospital Municipal Ouro Verde, depois de agredir um segurança.

O veículo foi levado às 10h32 e recuperado dez minutos depois por integrantes da Guarda Municipal de Campinas, que foram avisados do furto pelo segurança. Os guardas relataram a dificuldade para interceptar a ambulância em razão da alta velocidade empreendida pelo condutor. Conforme os relatos, em alguns momentos, nas rodovias, a velocidade oscilou entre 150 e 170 km/h. Apesar do risco, não houve acidente grave e ninguém ficou ferido.

Após ser contido, o paciente contou que chegou a bater em outro carro, mas teria fugido e despistado o outro veículo. Funcionários constataram que a ambulância apresentava um ponto amassado na lataria, mas o veículo supostamente envolvido não foi localizado.

O paciente, que não teve a identidade divulgada, estava internado desde segunda-feira (9), no hospital, após apresentar um surto psicótico. De acordo com o segurança, o funcionário do Samu deixou o carro estacionado com a chave no contato para auxiliar outro paciente a entrar no hospital.

Foi quando o paciente que usava o uniforme do hospital, assumiu o volante e ligou o carro. O segurança tentou impedir a partida e foi agredido. O hospital registrou ocorrência na 2ª Delegacia Seccional por evasão de paciente, agressão e furto. A Secretaria Municipal de Saúde informou que vai apurar o caso.

Carregar mais notas ao vivo
2 comentários
Mostrar Mais
Envie seu comentário