Últimas de Cotidiano
  • Há 11 Minutos Grupo de elite da Polícia Civil recebe treinamento de polícia norte-americana
  • Há 22 Minutos Jovens consomem bebidas e lanches e saem sem pagar
  • Há 30 Minutos População reclama de atitudes sexuais de andarilhos no Centro
  • Há 30 Minutos BPFron recupera dois veículos após denúncia
  • Há 39 Minutos Morrem os dois baleados por policial à paisana
  • Há 59 Minutos Transporte de órgãos dispara após FAB manter aeronave à disposição
  • Há 1 Hora Aeroporto Afonso Pena recebe ação contra o tráfico de pessoas
  • Há 3 Horas Casas são entregues a pequenos produtores do Sudoeste
  • Mariana Lioto
  • Assessoria

10 Janeiro 2017 | 10h45min

Uma empresa de transporte coletivo foi condenada a indenizar idosa que sofreu acidente dentro de um ônibus. A decisão, da 24ª Câmara Extraordinária de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo, fixou pagamento de R$ 10 mil a título de danos morais.

Consta dos autos que a autora passava pela catraca quando o motorista arrancou bruscamente com o veículo, levando-a a cair, acidente que acarretou lesão em seu ombro, além de diversas escoriações. 

Para o desembargador Virgilio de Oliveira Junior, a queda da passageira é suficiente para caracterizar a ofensa e a consequente reparação.

“A queda no ônibus é fato incontroverso. E decorreu, pelo que consta dos autos, de arrancada brusca empreendida ao coletivo pelo preposto da empresa. Decorrem daí os motivos pelos quais resultou caracterizada a ofensa moral sofrida pela autora.”

O julgamento, que teve votação unânime, contou com a participação dos desembargadores Maia da Rocha e Mourão Neto.

Carregar mais notas ao vivo
Envie seu comentário