Publicado em 15 de Abril de 2012 às 11h48min - Atualizado em 15/04/2012 às 14h13min

Em nota, PF lamenta perda de ‘agente excepcional’

A instituição divulgou a nota na noite de ontem (14)...
  • Caso Meneghel Maycon Corazza CGN
  • Imprimir
  • Diminuir Fonte Aumentar Fonte

A Polícia Federal publicou uma nota, na noite de ontem (14), sobre o assassinato do policial federal, Alexandre Drummond Barbosa, ocorrido na madrugada deste sábado. No texto, a instituição ‘lamenta profundamente a perda irreparável de um excepcional Agente de Polícia Federal’.

O texto afirma que “as provas testemunhais e um vídeo produzido a partir de uma câmera instalada na boate onde o episódio teve início apontam que minutos após a discussão, já na via pública, em frente ao referido estabelecimento, o Policial foi surpreendido, possivelmente pelas costas, por disparos de arma de fogo, desferidos por Alessandro Meneghel, do interior do veículo por ele conduzido, qual seja, uma caminhonete Mitsubishi Pajero, de cor branca”.

Segundo a Polícia Federal, o policial ainda chegou a reagir efetuando alguns disparos contra o veículo, “os quais não foram efetivos contra o agressor, dada a condição já debilitada da vítima por conta dos disparos que lhe haviam atingido”.

A nota afirma ainda que o vídeo com as imagens do crime não será divulgado “em respeito à família do policial morto, considerando as fortes imagens nele constantes”.

Leia o texto na íntegra:

Em relação à ocorrência que vitimou fatalmente o Agente de Polícia Federal ALEXANDRE DRUMMOND BARBOSA, lotado e em exercício nesta Delegacia de Polícia Federal, na madrugada de ontem (14), a Polícia Federal em Cascavel esclarece:

As informações preliminares relativas aos fatos até o momento indicam que o crime se deu a partir de um desentendimento ocorrido no interior de uma casa noturna desta cidade, entre o Policial e a pessoa de ALESSANDRO MENEGHEL.

As provas testemunhais e um vídeo produzido a partir de uma Câmera instalada na boate onde o episódio teve início apontam que minutos após a discussão, já na via pública, em frente ao referido estabelecimento, o Policial foi surpreendido, possivelmente pelas costas, por disparos de arma de fogo, desferidos por ALESSANDRO MENEGHEL, do interior do veículo por ele conduzido, qual seja, uma caminhonete Mitsubishi Pajero, de cor branca.

O policial ainda chegou a reagir efetuando alguns disparos contra o veículo, os quais não foram efetivos contra o agressor, dada a condição já debilitada da vítima por conta dos disparos que lhe haviam atingido. Na sequência, ALESSANDRO MENEGHEL, com uma espingarda calibre 12, sempre do interior do veículo, efetuou outros vários disparos contra o policial já caído.

Ato contínuo, ALESSANDO MENEGHEL evadiu-se do local em alta velocidade, tendo sido preso na ainda mesma madrugada, na Estrada Chaparral. O veículo utilizado para o crime foi localizado abandonado naquela mesma Estrada. No veículo, foram encontrados diversos cartuchos deflagrados de pistola calibre 380, bem como de Espingarda Calibre 12.

O preso foi autuado em flagrante e as investigações prosseguem sob a responsabilidade da Polícia Civil em Cascavel, sendo um dos objetivos determinar se há co-autores na prática do homicídio.

O vídeo com as imagens do crime não será divulgado em respeito à família do Policial morto, considerando as fortes imagens nele constantes.

Por fim, a Polícia Federal lamenta profundamente a perda irreparável de um excepcional Agente de Polícia Federal.

Comunicação Social-DPF/CAC/PR

Anúncios:
70 comentários
ORIENTAÇÃO JURÍDICA 20/04/2012 14:31h
0
0
QUEM TEM CONTATO COM O DR.LUCIANO KATARINHUK??? Quem conhecê-lo ou se ele mesmo estiver lendo este comentário aqui vai aí a dica: A morte do policial federal vai resultar um prejuízo um pouco acima de 2 milhões para a Previdência Social, levando-se em consideração que o filho do federal tem 6 anos de idade e terá direito à pensão integral de aproximadamente R$ 10 mil reais por mês até seus 21 anos de idade. Desta forma, a imprensa divilgou amplamente, no final do ano passado, que o ministro da Previdência, Garibaldi Alves, protocolou ação indenizatória contra causadores de acidentes de trânsito que resultaram prejuízos para a previdência social. Desta forma sugiro ao advogado do federal executado que peticione junto ao advogado geral da união, direto em Brasília, as medidas cabíveis para a família deste assassino pagar pelos prejuízos gerados para a Previdência Social. Desta forma a acusação conseguiria tomar ao menos uma fazenda da família deste bandido, o advogado de defsa já está tomando outra, e provavelmente ele deve pagar uns 30 anos de cadeia. Os membros da família dele que ainda tiverem na cabeça aquela mentalidade de que o dinheiro deles pode comprar todos os cascavelences vai começar a ser desmoronada e assim poderão refletir um pouco mais sobre a falsa percepção que sempre tiveram sobre a impunidade Responder este comentário
Elisa Samuido 19/04/2012 13:11h
0
0
Então, até o titulo da reportagem ja é uma satira... ‘agente excepcional’ Pois pela aparencia(tatuagens) e pelo historico em baladas(mtas brigas e bebedeiras).. sabemos que de excpcional não tinha nda... Alem de posar pra foto com armas e drogas e colocar e redes sociais. Isto posto eu lhes desejo uma boa tarde!!!! Responder este comentário
Bruno 18/04/2012 11:42h
0
1
Meu deus como tem gente ignorante, não estou defendendo o Meneghel, mas porra nego entrar armado numa casa noturna, por mais que ele esteja amparado da lei, é uma extrema irresponsabilidade. Não vejo diferença entre a pessoa beber e dirigir e um policial beber e estiver com a posse de uma arma de fogo, é tão irresponsável ou até mais do que o cidadão que dirige bêbado, isso não é coisa de pessoa de boa índole. Repito isso não tira a parcela de culpa do Meneghel, que tem que responder pelo seu crime sim. Responder este comentário
Lili 16/04/2012 23:30h
0
0
tiro dos 2 lados..e claro...entrou por um lado e saiu pelo outro,...Alexandre deveria ter acertado na testa...que pena que foi so de raspao... Responder este comentário
PRF RS 16/04/2012 20:40h
0
0
Agora mais do que nunca é hora da PF começar a investigar a fundo a alta roda de Cascavel. Vai ter muito traficante, contrabandista e cigarreiro caindo! Botem pra f. nessa cidade! Responder este comentário
Envie seu comentário