Nas férias do Maleski, estou produzindo a coluna Política & Cia…

Essa é a de hoje. Alguém tem alguma reclamação sobre a Cettrans e o trânsito de Cascavel?AsVtfDTxqBgPmVTF_lA8ejjCybjfGt0XJlDjRAVygw7F

 

Cettrans: E a reclamação continua!

 Em dias “normais”, o trânsito de Cascavel já não é fácil. Com as obras do PDI/BID em desenvolvimento, a coisa ficou ainda mais complicada. Além da “tradicional” falta de educação dos condutores na principal cidade do Oeste do Paraná, o afunilamento do trânsito em duas pistas em vários e longos trechos da Avenida Brasil deixa a coisa beirando o ‘caos’.

E aí, vem outras reclamações. A falta de sinalização adequada no trecho das obras e a completa inoperância da Cettrans. A foto que ilustra coluna, hoje, foi enviada por leitor da Gazeta do Paraná que pediu a produção de uma reportagem para alertas as autoridades do trânsito local sobre o problema. Bom, falta de matérias e reclamações para alertar a Cettrans (Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito) de Cascavel sobre o ‘caos’ do trânsito no local das obras não é. Então, qual o problema?

Ainda ontem, mais uma pessoa entrou em contato com a redação para reclamar de novo episódio envolvendo as vagas para idosos na área do EstaR (Estacionamento Regulamentado) no centro de Cascavel. Apesar de ser “idoso”, o proprietário do veículo foi abordado por “dois” agentes de trânsito da Cettrans que queriam lavrar a multa por estacionamento em local “indevido” porque o veículo em questão não possuía a identificação ’idoso’. Apesar do contrassenso (vaga para idoso, mas idoso corre risco de ser multado), se há normal municipal “exigindo” a identificação, o primeiro trabalho deveria ser de orientação e não de punição.

Além disso, enquanto o trânsito segue “bagunçado” por falta de ação dos agentes, “dois” deles estão “perdendo” tempo fazendo o que no centro de Cascavel, fiscalizando vaga de idoso? Como diria o gaudério: “mas que barbaridade!”

 

Avanços I

Na entrevista que concedeu à Gazeta do Paraná, publicada no último domingo, o prefeito Edgar Bueno, que está de férias até o dia 10 de janeiro, disse que “mesmo diante do cenário nacional em crise e da falta de repasses de recursos, tranquilamente podemos dizer que Cascavel é uma exceção. Avançamos muito apesar disso, embora poderíamos ter avançado mais. (…) Com o realinhamento de recursos livres, continuamos tocando obras em Cascavel. E, em 2015, conseguimos inaugurar espaços importantes para o Município, dentre eles o Teatro Municipal e o SIMParaná, essas em parceria com o Governo do Estado, que muito nos orgulham”.

 

Avanços II

O prefeito ainda enumerou várias obras na Educação. “Inauguramos quatro novos Cmeis: um no Jardim Petrópolis, um no Tarumã, outro no Loteamento Gralha Azul e o quarto no Guarujá só em 2015. Outros quatro estão projetados e serão construídos nos Bairros Cascavel Velho, 14 de Novembro, Jardim União e Turisparque. Entregamos a reforma e ampliação das Escolas Neiva Ewald, do Bairro Cascavel Velho e José de Alencar, do Distrito de Espigão Azul.  Estão em andamento muitas obras, sendo as principais a construção Escola Municipal Prof. Ademir Correa Barbosa, no Parque dos Ipês; da Escola do Campo Arthur Oscar Mombach, no Distrito de Sede Alvorada; da Escola do Campo Zumbi dos Palmares, no Complexo Cajati, entre outras em várias escolas.”

 

Avanços III

O prefeito ainda lembrou que na Saúde foram entregues as obra as de construção da USF São João e Santos Dumont, com as obras da USF Pioneiros Catarinenses, Presidente, UPA Sanga Funda, USF Faculdade, Riviera e a sede própria do Cisop, em andamento. A Acesc “está tocando as obras” das capelas mortuárias dos distritos de Juvinópolis, Rio do Salto e de Sede Alvorada, com investimento unitário de R$ 270 mil, recursos próprios. E a Fundetec/Agrotec entregou a Usina de Beneficiamento de Leite, em 2015, com área total de 5,1 mil metros quadrados.

 

“Exceção”

“Por isso Cascavel é exceção sim, pois andou bem, teve um desempenho fantástico e, não tenho dúvida, colocou nossa cidade como destaque e exemplo de administração pública bem equilibrada”, concluiu o prefeito

 

Alfinetadas… I

Edgar Bueno também aproveitou para dar alfinetadas no deputados eleitos por Cascavel que não são alinhados com a administração municipal: Paranhos, Pacheco e Professor Lemos. Bueno não fez nenhuma reclamação ou ataque direto, até elogiou o fato de Cascavel ter cinco deputados no parlamento estadual o que faz jus a grandeza do Município.

 

Alfinetadas… II

Porém, deixou claro que somente André Bueno (PDT), que é filho do prefeito, e Adelino Ribeiro (PSL) são os deputados que realmente têm ajudado Cascavel na briga por recursos. E, lembrando que este é seu último  ano de mandato, Edgar disse que vai mesmo precisar dos deputados e do governo do estado: “Precisamos ainda de dinheiro para uma série de obras e todas elas estarão na mesa do governador para que façamos um debate sobre este assunto e trazermos os maiores recursos possíveis para que encerremos 2016 com chave de ouro, pois além de ser eleitoral, será o último ano do meu governo e estarei totalizando 12 anos de participação direta no centro da administração municipal.”