Não tem mais “segredo”, nem diferenciação. Agora, tudo o que for votado no plenário da Câmara de Vereadores de Cascavel está devidamente registrado e disponibilizado no portal da Casa (www.camaracascavel.pr.gov.br). Projetos, requerimentos, pedidos de vista e tudo mais que for à votação está lá. Melhor assim… E se tinha alguém querendo apostar na “memória curta” do eleitor, vai ter que rever bem a postura que escolher frente a cada projeto. Ponto para a assessoria de imprensa da Casa. Depois da polêmica e reclamações de direcionamentos e uso “político” das publicações, agora está tudo no mesmo patamar. Foi votado? Então, está registrado e postado!

E o prefeito licenciado de Cascavel, Edgar Bueno, já se prepara para voltar à ativa. Claro que ainda falta a confirmação oficial, mas segundo a própria Lorita Bueno, no dia 13 de maio, Edgar faz uma última bateria de exames e no dia 14 reassume o comando da Prefeitura de Cascavel. A recuperação do prefeito foi ainda melhor que o esperado. E, de Camboriú, Bueno acompanha tudo o que acontece em sua administração. Ele se afastou, sim, mas continua acompanhando tudo mais perto do que se imagina!

E nesta semana “curta”, por conta da merecida folga do Dia do Trabalhador, o Instituto Paraná Pesquisas divulgou sondagem eleitoral que para alguns é motivo de festa maior neste di 1º de Maio e para outros, só aumenta a dor de cabeça. Vale lembrar, sempre que pesquisa é um “recorte “ da realidade e expressa um dado momento que merece, sem dúvida, a devida atenção. Nesta divulgada hoje, no primeiro cenário da disputa do governo do Estado, com Beto Richa, Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB), Richa seria reeleito com 40,6%; Gleisi ficaria com 28,2% e Requião com 19,7%.

 

Espontânea

Na espontânea, Richa aparece com 12,61%, seguido de Requião com 3,72%, Gleisi com 3,12% e Osmar Dias (PDT) com 1,26%. Em outro cenário, sem Gleisi e com Osmar Dias, Beto Richa seria novamente reeleito com 45,65%, Requião 22,03% e Osmar Dias 18,58%. O Paraná Pesquisa entrevistou 1.507 eleitores de 68 cidades entre 20 e 24 de abril e grau de confiança é de 95,5%.

 

Mudanças

No primeiro cenário, Beto obteve 43,84% das intenções de voto do interior, 33,2% de Curitiba e 34,09% da região metropolitana da capital. No segundo, o governador fez 48,21% no interior, 37,89% na capital e 42,73% na RMC. Em qualquer um dos cenários, Richa reverteu a condição que o elegeu em 2010, quando Richa perdeu a eleição no interior e garantiu a sua vitória na capital e região metropolitana.

 

Alvaro Dias

Na disputa ao Senado, o senador Alvaro Dias teria 63% dos votos contra Orlando Pessuti (PMDB), com 8,3%, e os deputados André Vargas (PT), com 5,8% e Rosane Ferreira (PV), com 5,3%. Sem o irmão Osmar Dias e com Rosane Ferreira e o senador-suplente Sérgio Souza (PMDB) como adversários, a vantagem do tucano seria ainda maior: 70,3%, 8,6% e 3,3%, respectivamente.

 

Presidência da República

No Paraná, se a eleição presidencial fosse hoje, Dilma Rousseff (PT) teria com 17,39%, Lula (PT) com 5,31%, Aécio Neves (PSDB) com 2,79%, José Serra (PSDB) com 2,19%, Marina Silva (Rede) com 1,26% e Geraldo Alckmin (PSDB) 0,40%. Ainda na espontânea, até o ministro do STF, Joaquim Barbosa apareceu, mas com apenas 0,20% das intenções de voto. Os indecisos somaram 65,96%. Na estimulada, Dilma fez 50,83%, contra 15,86% de Marina Silva, 13,01% de Aécio Neves e 3,32% de Eduardo Campos.

Se você quer saber sobre o conteúdo do que foi e está sendo votado na Câmara de Cascavel, tem jeito. Através deste link: http://201.47.91.217/sapl/consultas/pauta_sessao/pauta_sessao_index_html é possível ver a cópia dos projetos em discussão na pauta do dia. Após a sugestão do blog para ser disponibilizado o conteúdo da pauta, internauta (que imagino seja da própria Casa de Leis) encontro em contato para ensinar o “caminho das pedras”. É a velha história: “se pode complicar, pra que facilitar?” Mas, o importante é que está aí o conteúdo… Agora, ninguém pode ‘justificar’ ignorância dos projetos…

O Legislativo de Cascavel, que raramente começa suas sessões ordinárias pontualmente (deveria ser às 14h30), deixa a “Ordem do Dia” – pauta de votação –  disponível no seu portal (www.camaracascavel.pr.gov.br) e todo e qualquer cidadão com acesso a internet pode dar uma olhada. Mas, quase nada de informação se pode obter por o resumo que está postado. A pauta de hoje, por exemplo, tem seis itens. Mas, o que o cidadão consegue de informação a partir disso: ” Em 1ª discussão e votação o Anteprojeto de Lei nº. 020/2013 –  Revoga Lei nº. 6.120 de 13 de Setembro de 2012. (AutorExecutivo Municipal)”?

 

Sugestão

Por isso mesmo, a sugestão do blog, e que encontra eco em boa parte da população quetentaacompanhar o dia a dia do legislativo, bem como, da crônica política local, é de que junto com a ordem do dia seja disponibilizados a íntegra dos projetos que serão discutidos e votados durante a sessão ou será que é difícil demais?

 

Fique ligado

E para quem quiser acompanhar a sessão de hoje já começou, com quase meia hora de atraso. É possível acompanhar a sessão através da “Rádio Câmara” (webrádio). O link está localizado na parte inferior da página principal do site da Câmara: www.camaracascavel.pr.gov.br. Mas, atenção, só funciona se o internauta estiver acessando através do Internet Explorer!

 

Encerrou, mas não acabou

A sessão da Câmara de Cascavel “acabou de acabar”. Mas, a discussão entre os vereadores da situação e oposição (leia-se Bocasanta) está longe de acabar. Luiz Frare (PDT), Gugu Bueno (PR) e Romulo Quintino (PSL) saíram em defesa do Paço, rebatendo as críticas de Bocasanta que chamou o prefeito em exercício, Maurício Theodoro, de mentiroso. Aliás, Bocasanta tem sido alvo constante de “alfinetadas”. Quem muito falta…

Para alguns, eu já sou um “dinossauro” na imprensa tupiniquim de Cascavel… Comecei trabalhando na Folha de Londrina em 1989… De lá padra cá são apenas 24 anos, nem é tanto tempo assim… Bom, falando em jornalismo e política, até que é bastante… Mas, a ideia de escrever também neste blog vinculado à CGN (Central Gazeta de Notícias), nasceu pela vontade (e necessidade) de ter maior interação com os leitores da Gazeta do Paraná e também poder aprofundar meus comentários e análises sobre a política local, estadual e nacional de forma mais pessoal e “apimentada” também. No jornalismo sério, como o  que fazemos na Gazeta do Paraná e também na CGN, não cabe “pitacos pessoais” na informação. Agora, neste blog, aqui sim, com a coerência que me acompanha nestas mais de duas décadas de profissão, fico mais a vontade para registrar a leitura que faço e o que penso sobre determinadas ações e posturas dos nossos políticos.

Mas, é bom deixar registrado, com todas as letras, antes de mais nada, que as minhas leituras e opiniões terão o objetivo único de “cutucar” mesmo quem precisa, as vezes, de um empurrão para sair da moita, assumir o que faz e ter postura transparente diante do seu eleitor e da própria sociedade como um todo. O Brasil, e Cascavel e o Paraná não são diferentes, sofre demais com aquilo que se negocia à portas fechadas e que quase sempre não chega ao conhecimento do povo, a não ser quando uma das partes “rói” a corda e joga alguma coisa no ventilador. Então, estamos combinados, certo! E, lembre: “pimenta nos olhos dos outros é falta de habilidade de quem não consegue temperar o próprio prato e só faz lambança”!

 

Restrições I

E como a Gazeta do Paraná trouxe hoje em sua manchete, a nova legislatura da Câmara de Cascavel  começa deixar a badalada “transparência” um pouco mais “embaçada”. Com as novas ordens do presidente Márcio Pacheco, ter acesso aos vereadores e buscar informações ficou um ‘pouco’ mais difícil… Que pena! Até parecia que a “nova Câmara” seria “nova” mesmo, diferente… Bom, amanhã tem sessão ordinária e aí vamos tirar a “prova dos nove” para ver como vai funcionar… Em tempos de muito discurso sobre transparência, ética e moralidade, restringir o acesso à Casa do Povo não foi uma jogada de mestre! Bom domingo!