O Julgamento do Alessandro e a Apreensão do Porsche!!!

Semana passada resolvi palpitar sobre o julgamento do Alessandro Meneghel. Por óbvio que eu sabia que viriam críticas (eu dizia já no início do artigo que 99,999% das pessoas torciam pela condenação), mas confesso que me surpreendi. Eu, na realidade, subdimensionei o ódio e a inveja de muita gente.

Mas ódio do que? Do Alessandro? Da família? Duvido que essas pessoas tenham trocado duas palavras com o Alessandro pessoalmente. Eu, em verdade, me recusava a acreditar que quase todo aquele ódio tivesse relação com a condição econômica da família.

Aí li duas outras matérias aqui mesmo na CGN. A primeira noticiava as muitas multas lavradas por condutores que resolveram dirigir e beber no Carnaval. Claro que todos os que foram flagrados tiveram os carros apreendidos e foram encaminhados para a Delegacia. Tive o cuidado de ler os comentários e não vi nada além do normal. Em regra, os internautas cumprimentavam o trabalho da polícia e só.

Logo depois li a seguinte notícia também aqui na CGN: “Porsche de mais de 200 mil é guinchado no Centro”. O veículo foi apreendido por policiais que trabalhavam na Operação Balada – a mesma que apreendeu outros tantos carros e que eu referi acima. Após ler a matéria fui para os comentários e lá encontrei a justificativa para o ódio que eu vi nos comentários do artigo que escrevi sobre o julgamento do Alessandro.

O condutor foi ofendido por quase todo mundo. Chamaram o proprietário do Porsche de “playboy”, riquinho e bandido. Para resumir, o cidadão foi escrachado de todas as formas.

Mas o que ele fez afinal para merecer tanta crítica? Ele, assim como tantos outros (mais de 100), estava dirigindo alcoolizado. Na hora me lembrei do caso do julgamento do Alessandro e dos comentários que li.  O cara do Porsche não foi massacrado e condenado porque bebeu e dirigiu. O massacre ocorreu porque ele tinha um Porsche.

Alessandro, na minha opinião, assim como o cara do Porsche, tampouco foi julgado e condenado pelo crime que cometeu. Foi condenado porque depois de Alessandro vinha o sobrenome Meneghel…

Padrão

6 comentários em “O Julgamento do Alessandro e a Apreensão do Porsche!!!

  1. André disse:

    Verdade.. a inveja corrói as pessoas.
    As pessoas desconhecem a verdadeira face das pessoas, e se limitam a usar um espaço onde se é “invisível” para falar montes de besteiras… Porque no portal Catve, onde quem comenta aparece o perfil do facebook, não existem comentários tão ridículos?? A CGN se fizesse o mesmo deixaria esses bobões que só falam asneiras, falando sozinhos..
    E quanto aos seus artigos, as vezes concordo, às vezes não, mas .. é assim a vida né.. Respeito é bom e todos mundo gosta!
    Nesse mundo de hoje, cheio de mimimi, às vezes as pessoas se esquecem do basico… educação.

  2. J.D disse:

    O único problema está em dar o pode da palavra a quem não sabe a verdade sobre suas razões !!! Estes utilizam do poder da palavra sem noção e sem direção de seus pensamentos … Pessoa que não sabem administrar o poder da opinião, não pode ter uma arma, nem Porsche e muito menos dinheiro, por que só faz merda, alem de querer explodir a vida do próximo !!!

  3. Justo ou não, acredito que a causa disso é devido a desigualdade na qual ricos e pobres são tratados no Brasil, se fosse dada a oportunidade daquele pobre possuir um HC rapidamente, assim como Alessandro conseguiu, talvez o ódio entre classes seria menor. (oportunidade é dada, o problema são defensores públicos que somente querem saber do seu salário no fim do mês, e não estão nem ai para a dignidade humana, e isto origina-se da onde? Cultura o problema do nosso país é a ética distorcida que vem desde a colonização, sim, a resposta é adequada educação de berço e de escola)

  4. Cidadão do Bem disse:

    Tá SERTU mesmo, o cara assassina um policial por motivo fútil, é um drogado notório, a própria família fala dos péssimos modos dele (estupido e agressivo) e você vem querem defender o cara e dizer que o povo tem inveja. O povo não tem inveja, apenas tá cansado de ver tanto vagabundo fazendo arruaça e saindo impune. Você como colunista é uma vergonha, toma que a CGN corte sua voz e coloque alguém em sintonia com a sociedade.

  5. helder sabadin disse:

    UM SÁBIO PODE MUDAR DE OPINIÃO VÁRIAS VEZES MAS O IGNORANTE NÃO MUDA NUNCA; TER FAMILIA ABASTADA É UM FATO SER ABASTADO É UMA OPÇÃO; ENTRETANTO CARÁTER RETIDÃO E PRENDER OS VERDADEROS BANDIDOS ABASTADOS NÃO .
    ÓTIMA VISÃO JONES. MY NAME IS SABADIN HELDER.

  6. Jacir Hoiça disse:

    Como o responsável desse Blog disse, 99,9999% torcem pela condenação do Meneghel, é verdade, mas não por causa do assassinato em si, mas pelo histórico de bandidagem desse cidadão e de sua família, pessoas abastadas em Cascavel tem de monte e na sua grande maioria pessoas corretas em tudo, pagam suas contas, seus Impostos, tem uma família correta e cumpridora de seus deveres Sociais e familiares e nem por isso a população apoia a violência, a arrogância, por tanto vale a pena dizer, ter família abastada como amigo(a) não tem nada de errado, agora defender o erro de familias abastadas aí está o erro, só resta dizer, “Me digas com quem tu andas e te direis quem tu és”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *