UM BRINDE AOS CHATOS!!!

Nunca fui de muita frescura. Frequento lugares da A a Z (os com Z eu simpatizo bem). No entanto, tenho constantemente sido alvo deles. Deles quem? Dos eternos chatos de plantão. Não pense que se escolher horário, lugar, cidade, país, você está livres deles. Não está.

O chato tem características facílimas de serem flagradas. Ele é puxa-saco, finge te conhecer melhor que a tua própria mãe ou familiar, comporta-se como um parasita – e o mais incrível, está em todos os lugares – quando você comentou: graças a deus aquele chato foi embora. Não, ele não foi. Está no banheiro ou mesmo atrás de você.

O chato não se resume a puxar conversa sem o menor sentido e em lugares onde o que se pretende é dar risada. Ele é inconveniente e se você for um daqueles que pula a cerca matrimonial, o chato vai dar um jeito de tocar nesse tema para em seguida te complicar a ponto de quem sabe, acabar com seu casamento. Diria o chato: “quem era aquela morena que você conversou no churrasco?” Dois problemas: 1) você jurou que nesse churrasco mulher não entraria e o pior 2) foi específico ao mencionar uma morena. Pergunto: que mulher já não teve ciúme de uma morena? Mesmo que tenha sido em 1965, era uma morena. E para as mulheres, certamente essa é a mesma do passado.

Os chatos sabem tudo sobre todos os assuntos. Futebol, mulher, cerveja, economia, filosofia, jogo de bicho, clarividência, gastronomia e são conspiradores. Tiveram acesso aos mais bem guardados segredos da história da humanidade. Sabem quem matou Kenedy. Afirmam que o Homem jamais chegou na Lua.  E, por fim, chutam como ninguém, chegando ao ponto da mitomania – depois de um tempo, acreditam na própria mentira. Se fossem políticos, Cascavel teria ultrapassado Dubai. Tudo na cidade está errado, o prefeito é ladrão ou burro, mas se você analisar o que o chato efetivamente fez para comprovar essa anunciada competência? Em regra, nada. Jamais administraram uma empresa ou se administraram, ela faliu. Mas o burro é o prefeito…

Imaginem que você está num bar e o chato chegou de gravata. É ele advogado. E chegou sozinho porque, claro, ninguém arrisca sentar na mesma mesa que ele  e pior, ter que ir pra casa de carona com o cidadão. Em regra, esses chatos sabem tudo mas não conseguiram sequer vencer a eleição para vereador. Digo mais, perderam até para sub-sindico. Aí sempre tem aquele otimista que diz: “não, isso é uma fase. Ele vai melhorar”. Vai nada. Quem nasce chato morre chato ou morre mais chato do que nasceu.

Eu mesmo não tenho nada contra essa turma, desde que a chatice deles não me atinja. Ou seja, se você acha que se parece com um chato, só um favor, mantenha distância. Quem sabe eu mesmo seja um chato e alguém pode estar escrevendo isso de mim agora. Aliás, sim, admito, eu sou um chato mas meus amigos já se acostumaram com minha chatice.

Este texto teve a colaboração do Seco (chato como eu cujo nome ele pediu para  ser divulgado tamanha a repercussão e relevância do que já fez pela humanidade).

Padrão

21 comentários em “UM BRINDE AOS CHATOS!!!

  1. Sandro Caldas disse:

    Bom dia…concordo em todos os sentidos…mas a chatice é um mal necessário desde que o homem sapiens conheceu a escrita onde, retrata, pronuncia e descreve todos os grandes chatos da nossa história. Para estes, aulas de bom senso e etiqueta, coisa que hoje, principalmente em redes sociais está longe de ser estudada e explicada…é muito chato esse assunto.

  2. Paulo Malluf disse:

    Chato é você irmão.
    Metido a colunista? Arrogante da porra, aprenda a escrever e procure boas pautas. Só pelo seu jeito idiota de escrever percebo que o “chato da turma” é você.
    Vai arrumar esse olho, estrábico filho de meretriz.

    • Junior Preisner disse:

      Graças a Deus Paulo a leitura dessa coluna é facultativa. Não li sua coluna para poder realizar uma comparação mas mesmo que tivesse lido já, de cara, destacaria uma diferença: EDUCAÇÃO. Se eu fosse criticar sua coluna me limitaria ao teor que que estaria escrito jamais faria comentários pessoais ou lhe imputaria qualquer adjetivo ou xingamento. Mas isso não se aprende. Uns tem, outros não. Escreva alguma coisa e me avise. Dê sua opinião sobre algo (se quiser, basta escrever e eu publico aqui sendo você o autor). Essa crítica que de crítica não se tratou tem alguma razão. Recalque? Feliz 2017 irmão!!!

    • Carlos Eduardo disse:

      Pelo visto a carapuça serviu, e não admitindo que é um chato, decidiu soltar os cachorros para cima do autor. Caro Paulo, eu sugiro que vá pescar, caminhar no parque, ou quem sabe uma mulher… Críticas são aceitáveis, mas ofensas pessoais inadmissíveis.

  3. KAREN disse:

    JUNIOR, NÃO LHE CONHEÇO E POUCAS VEZES LI SUA COLUNA. MAIS HOJE VOU SER CHATA E TE PUXAR O SACO !!!!! KKKKKKK ADOREI, MUITO BEM ESCRITA E ME LEMBROU UM MONTE DE GENTE BABONA QUE ENCONTRO POR AÍ!!!! QUE NESTE MOMENTO POLÍTICO JÁ QUER INFORMAR O NOVO PREFEITO SOBRE O QUE ESTÁ ACONTECENDO ……. SE ACHAM ÍNTIMOS ATÉ DEMAIS KKKKKKKKK PARABÉNS !!!! É UM SACO MESMO O CARA QUE É CHATO E PIOR O QUE INSISTE QUE VOCÊ TEM QUE CONHECÊ-LO, SABE DEUS DE ONDE, E TRATÁ-LO COM DEFERÊNCIA NUMA TERRA DE NINGUÉM….PARABÉNS MAIS UMA VEZ!!!!!

    • Junior Preisner disse:

      Oi Karen, com você agora somo 18 leitores no total. Brincadeiras à parte, obrigado pelo comentário, mas se existe um dia em que a chatice bate todos os recordes é hoje. Gente que, em regra eu não gosto ou não me conhece vem me cumprimentar e desejar, apenas por um imbecil protocolo, FELIZ ANO NOVO!!!! Hoje os chatos se superam. Se você achou uma fórmula de se livrar deles (hoje especificamente) me avise. Faz anos que tento escapar mas NÃO TEM JEITO – QUANDO EU ACHO QUE ESCAPEI, ELES APARECEM!!!! FELIZ ANO NOVO.

  4. Joni disse:

    A respeito do artigo, prefiro respeitar a livre manifestação. Concordar ou não, é outra questão. O respeito vem em primeiro lugar. Mas chegar ao ponto de chamar alguém de filho de meretriz, idiota ou arrogante, é algo inadmissível. Quem fez estas referências ao autor do artigo deveria procurar tratamento.

  5. helder sabadin disse:

    DEVE MESMO SER DIFICIL PARA ALGUEM LER ESTA REDAÇÃO E VER SEU PROPRIO PERFIL REPRESENTADO, ENTRETANTO TALVEZ PODERIA SE UTILISAR DESTA PARA UM POLIMENTO PESSOAL E ATÉ INTELECTUAL QUE BOM QUE ESTAMOS EVOLUINDO; ME ARRISCO A DESEJAR PAZ E BEM. RENOVEMOS NOSSAS ESPERANÇAS, A TAMBEM QUE SE COMEMORAR NOSSAS CONQUISTAS AINDA QUE PASSARAM DESPERCEBIDAS, A E O PRINCIPAL QUE ANDA AUSENTE O ” PERDÃO ”!.

  6. Adriano disse:

    “Ele é inconveniente e se você for um daqueles que pula a cerca matrimonial” (…)

    Acho que você tem um problema ético um pouco mais grave do que ser simplesmente “chato”.

  7. Observadora disse:

    Que texto superficial. Sei que apelou pro “humor”, mas dizer que o chato tenta acabar com o casamento do cara que pula cerca?? É ser muito hipócrita. Acho que quem pula a cerca é que busca o fim do casamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *