CGN

Limpando a pista

Limpando a pista

O secretário municipal de Planejamento, engenheiro Fernando Dillenburg, aterrissou nesta terça-feira (16) em Brasília com a missão de começar a desfazer as urucubacas que insistem em pairar sobre o aeroporto de Cascavel.

Em reunião marcada na Agência Nacional de Aviação Civil, ele vai buscar a aprovação das alterações estruturais e arquitetônicas propostas para sanear as inúmeras e graves deficiências identificadas nos projetos da nova estação de passageiros e da área de manobra destinada às aeronaves.

Aliás, do inacabado terminal, recentemente abandonado pela empreiteira com apenas 20% das obras concluídas, muito pouco será aproveitado, já que a edificação saltará de 2 mil para 6 mil metros de área construída, ampliando de 60 para 200 pessoas a capacidade da sala de embarque.

Além disso, o pátio de estacionamento dos aviões ganhará mais espaço e poderá acomodar simultaneamente até três jatos comerciais do porte dos Boeing 737.

Com essas mudanças e outras melhorias operacionais já em curso, a cidade, num prazo máximo de dois anos, poderá ter, enfim, um aeroporto digno do nome e à altura de suas necessidades como um dos principais polos econômicos do Paraná.

Deixe um comentário